26 de dezembro de 2006

Rumo a caderninhos 2007

Estou há dois dias procurando a frase que vai iniciar o meu novo caderno. Buscando o no presente de natal, livro de poesia que eu ganhei.
Talvez esta busca termine em branco, branco como o início do caderninho 2007 que pretendi começar hoje e não deu.
Levo ele pras franja do mar comigo, pra ver quem ou o que me inspira a começar. Ou talvez não haja inspiração, mas só mo começo.
E 2007 será o não esperar. Sei que não esperar eu não posso, então....

Da esperança, a dona desta palavra tanto quanto de sua negação, eu não tenho como desistir.
Mas tenho que mostrar quem manda e começar a esperar exatamente o que e quem espero, para ser mais específica e não confundir esta velha senhora que deve estar bem cansada. E que carrega a sina de não morrer nunca.

21 de dezembro de 2006

Filosofia de msn

CUCA diz:
mas mudando de assunto, sobre o nosso papo de ontem, eu acho que vc tem razão
Raquel diz:
desencanou do nirvana hehe
CUCA diz:
eu não posso não querer. Eu queria não querer...e aí que o bicho pega, mas eu não posso
Raquel diz:
é, é...
CUCA diz:
as coisas acontecem a partir de querências, se eu não quiser, não acontecem. mas eu não quero querer, sacou a filosofia?
Raquel diz:
saquei, mas não sei porque...
CUCA diz:
porque é muito chato ficar querendo
Raquel diz:
é, mas querer é o primeiro passo para ter.
Raquel diz:
Se você quer ter, tem que querer
CUCA diz:
odeio esta filosofia
Raquel diz:
papo de malucoooo
CUCA diz:
mas só querer não quer dizer nada, e enche o saco
Raquel diz:
é, o querer envolve muitas coisas...
Raquel diz:
não dá prá só querer. mas é um bom começo
CUCA diz:
E não tem nada prático que eu possa fazer para resolver essa querência
Raquel diz:
não tem mesmo. Não existe nada prático neste ramo dos sentimentos
CUCA diz:
E é melhor não querer o que não está a meu alcance decidir?!?!
Raquel diz:
cuca, acho que vc tá viajando. Isso que vc está fazendo é racionalizar um processo que não é racional. Não existe isso.
Raquel diz:
Prá chegar ao nirvana, você precisa de, pelo menos, uns 30 anos de uma vida isolada do mundo, de penitências e auto-controle
CUCA diz:
eu to racionalizando sim, não tem outro jeito
Raquel diz:
Acho que é muito tempo
CUCA diz:
se eu não racionalizar, muda alguma coisa?
Raquel diz:
muda. Você não sofre
Raquel diz:
deixando os gregos e os orientais de lado: Desencana. Bem paulistano mesmo...
Raquel diz:
é a melhor filosofia hahahahaha
CUCA diz:
mas essa é a minha proposta inicial...desencanar absolutamente
Raquel diz:
o nirvana também se alcança com tentações
CUCA diz:
esse é o nirvana avançado, to procurando o básico
Raquel diz:
hahahaha
CUCA diz:
mas tudo bem, vamos ver no que dá
CUCA diz:
eu preciso comer alguma coisa
CUCA diz:
vou comprar pastel
Raquel diz:
dilicia
Raquel diz:
bjo, tenho que ir ao banco
CUCA diz:
beijo
CUCA diz:
chao
Raquel diz:
chão

12 de dezembro de 2006

Sem filosofia

Temendo ser acusada de abandono volto ao blogue para atualizar a passagem desses dias. Com quase nenhuma organização sai este post de fim de ano, e em itens.
Filosofia, nem barata nem cara.

Meu blog fez 2 anos e eu esqueci
Um amigo de infância fez aniversário e eu esqueci; outro me telefonou depois de três anos de saudades
Briguei na escola
Tomei três tempestades
Fui pra Itu duas vezes
Limpei guarda-roupas
Fechei médias, fiz tarjetas
Terminei o jornalzinho da 7ª série
Li 3 livros muito bons
Briguei com o cobrador
Perdi o ônibus
Bebi cerveja demais
Procurei apartamentos, briguei com corretores
Consertei um alagamento dentro da sala de casa
Assisti uma semana de Páginas da Vida
Roí as unhas
Comi um alpino GG e um pote de Nutela
Ainda não estou de férias!

Aviso: Caixa de memória está lotada!