26 de agosto de 2007

Cartaz amarelo

Encontrei-me recentemente com todos os meus livros, após uma separação de três anos. Brincando de oráculo com o drummond, encontrei

SENTIMENTAL
Ponho-me a escrever teu nome
com letras de macarrão.
No prato, a sopa esfria, cheia de escamas
e debruçados na mesa todos contemplam
esse romântico trabalho.

Desgraçadamente falta uma letra,
uma letra somente
para acabar teu nome!

- Estás sonhando? Olhe que a sopa esfria!
Eu estava sonhando...
E há em todas as consciências, um cartaz amarelo:
"Nesse país é proibido sonhar."


Voltei a ler a lápis, pras palavras correrem melhor e não se perderem por aí, longe da memória.

21 de agosto de 2007

Momento musical

É que a viola fala alto no meu peito humano
E toda moda é um remédio pros meus desenganos
É que a viola fala alto no meu peito, mano
E toda mágoa é um mistério fora desse plano
Pra todo aquele que só fala que eu não sei viver
Chega lá em casa pruma visitinha
Que no verso e no reverso da vida inteirinha
Há de encontrar-me no cateretê

Tem um ditado dito como certo
Que cavalo esperto não espanta a boiada
E quem refuga o mundo resmungando
Passará berrando essa vida marvada
Cumpadi meu que inveieceu cantando
Diz que ruminando dá pra ser feliz
Por isso eu vagueio ponteando
E assim procurando minha flor-de-liz
Nunca mais eu ouço você
Nunca mais eu caio do beliche
Vou juntar tudo pra ser
Um hippie-punk-rajneesh
Mandei buscar na botica
Remédio para uma ausência
Me mandaram uma saudade
Coberta de paciência

Nirvana forever

And I forget just what I taste
Oh yeah, I guess it makes me smile
I found it hard, it's hard to find
Oh well, whatever, never mind

Meu primeiro CD, o máximo até hoje.
Para a amiga do outro lado do rio

16 de agosto de 2007

Momento sabedoria piegas-astrológico



16 agosto 2007

Amor é uma palavra oca, que se tornou

depósito das carências e lamúrias de

nossa humanidade. As pessoas

esqueceram que amor não é um

sentimento, nem um prêmio que se

recebe, mas uma atitude positiva, a de

oferecer o melhor da alma ao mundo.

13 de agosto de 2007

Deus é um cara gozador, adora brincadeira...

9 de agosto de 2007

6 de agosto de 2007

Meu mais recente encontro com a solidão

Descobri que morar sozinha é ter uma crise de choro no meio da noite e não ter ninguém pra fazer aquele chazinho amigo e consolador. Converso com meu companheiro de casa, meu computador, neste quase monólogo blogueiro.

Estou cansada de matar leões. E demônios, estes que assolam no meio da noite. Os leões estão de dia. Amanhã, é só mais um dia na escola, e isto eu disse pra mim mesma pra me consolar.

Quero fugir pra África num navio pirata, pro interior num trem ou posso pegar o ônibus errado aqui mesmo na capital. Pra onde será que vai o Jova Rural?