19 de abril de 2005

Sabedoria Leminski

Vocês devem ter notado a overdose de Paulo Leminski nos posts dos últimos dias. É, estou adorando o livro que comprei faz tempo e que agora me caiu no colo. Naquele esquema de usar que nem bíblia (pensa numa coisa e abre o livro), encontrei respostas que enm o oráculo Conceição me deram.

1. Sobre aquela minha teoria de ficar parada:

Alguém parado é sempre suspeito
De trazer como eu trago
Um susto preso no peito,
Um prazo, um prazer, um estrago
Um de qualquer jeito
Sujeito a ser tragado
Pelo primeiro que passar

Parar dá azar

2. Sobre o amor, posts antigos e estas coisas

essa vida que eu quero, querida
encostar na minha tua ferida

OU

AMOR BASTANTE
Quando eu vi você
Tive uma idéia brilhante
Foi como se eu olhasse
De dentro de um diamante
E meu olho ganhasse
Mil faces num só instante

Basta um instante
E você tem amor bastante