22 de dezembro de 2005

Promessas de Ano Novo

Apesar do ano novo ser a data mais importante pra mim, somente depois dos meus primeiro e segundo aniversários, eu nunca fiz promessas de ano novo, nunca. E nem senti vontade de fazer porque acabo prometendo promessas todo domingo, ou toda sexta-feira, algumas eu cumpro, outras eu esqueço, nada por escrito, e sem testemunhas.

Este ano escreverei uma carta, em duas vias. Uma para Iemanjá, a ser depositada no mar em seu devido momento. A outra será guardada e lida só no próximo momento de fazer promessas.

Vamos ver se assim consigo dar conta de alguma delas, talvez a mais importante: realizar planos em longo prazo.