23 de novembro de 2004

Superstição!

Hoje, chegando do almoço, olhei o relógio.
Meio dia em ponto.
Inevitavelmente pensei: ele gosta de mim!

Quem?

Este resquício de infância me fez lembrar de tudo o que eu acredito.
1. Não deixo sapato virado pra baixo
2. Tenho anústia de quebrar espelho
3. Não gosto que varram meu pé
4. Eu rezo quando tenho pesadelos
5. Não gosto de falar "azar" e sim "má sorte". Meu avó ensinou...
6. Isolo três vezes na madeira qualquer pensamento ruim
7. Eu não acredito no "pensamento positivo", mas tenho medo do negativo...
8. Dá arrepio cruzar um gato preto
9. Por via, não passo em baixo das escadas
10. Não uso roupa do avesso, atrasa a vida
11. Orelha direita ardendo: alguém falando bem de mim
12. Orelha esquerda: falando mal
13. Fecho da correntinha do lado direito: um loiro pensando em você
14. Fecho do lado esquerdo: um moreno (ou vice-versa)
15. Não falar a palavra "maldito" ou derivados
16. Não presta matar louva-deus
17. Eu realmente dou os três pulinhos pra São Longuinho
18. Tenho medo de não passar o ano novo com algo de rosa, algo de branco e de amarelo
19. Sempre como lentilha no Ano Novo, pro dinheiro
20. Não gosto quando as velas que eu acendo se apagam sozinhas
21. Se você encontra uma aranha em casa, sempre vai ter outra...
22. Se o dia da passagem de ano for ruim...o ano todo será meio xinfrim.
23. Não ponho bolsa no chão
24. Não deixo ningém me pular, senão não cresço
25. Guardo os sete carocinhos de uva, nem que seja pra jogar no dia seguinte...
26. Se estou na praia no ano Novo, pulo sete ondas, acendo vela e jogo flor
27. Me sinto protegida com meu colar vermelho
28. Ver sapo dá sorte
29. Ver joaninha dá sorte
30. Se uma borboleta branca ou amarela encosta em você... Como que era mesmo?